Finanças Sustentáveis

fs na mídia

Sustentabilidade e inovação

08/10/2009

A programação do 7º Seminário Aberto em Minas Gerais - Responsabilidade Social Empresarial - IV Encontro Internacional é ampla. O foco é mostrar práticas bem sucedidas com palestras e casos de sucesso sobre o assunto.

Na Plenária 1, que acontece no dia 15 de outubro, às 8h30, o tema é “Construindo mercados inovadores por meio de práticas sustentáveis”. Quem fala é o diretor-sênior da Accountability, Paul Begley, o executivo Claude Ouimet e o economista e especialista em administração de finanças internacionais Ricardo Amorim.

Eles debatem as formas de desafiar a tradição dos mercados para o alcance da sustentabilidade. Como a inovação pode trazer formas mais dinâmicas e respeitadas de governança garantindo o melhor desempenho econômico de determinadas sociedades? "Enfrentar as questões climáticas, escassez energética, combater a fome, superar a discriminação só será possível com novos modelos de mercado capazes de investir em tecnologias sociais, ambientais e culturais, promovendo novos patamares de integridade e sustentabilidade", respondem.

A partir das 10h50, serão realizadas três mesas-redondas com enfoque nos valores da democracia, direitos humanos, economias criativas, novas formas de fazer negócios e o poder de influência da empresa sobre seus fornecedores.

Questões ligadas à rentabilidade dos valores, como a democracia, os direitos humanos e a ética nos negócios fazem parte da pauta da mesa 1, que será composta pelo fundador e presidente do Conselho de Administração da ALE Combustíveis S.A, Sérgio Cavalieri, e o doutor em Management, Marco Túlio Zanini, autor de vários livros, entre eles “Confiança – O Principal Ativo Intangível de uma Empresa.”

Paralelamente, os novos modelos de negócios, novos processos, novas tecnologias e outros decorrentes da criatividade, imaginação e inovações constantes serão avaliados na mesa 2 pela sócia da Enthusiamo Cultural, Lala Deheinzelin, o diretor de relações corporativas da Osklen e pesquisador da OM.Art, Vladimir Sibylla, e o diretor de planejamento e projetos sociais da Central Globo de Comunicação, Albert Alcouloumbre Jr.

Na mesa 3, o especialista em governança corporativa e sustentabilidade, Carlos Eduardo Lessa Brandão, o coordenador de programas sociais do Instituto Holcim, Antônio Gabriel de Moraes e o sócio-diretor da consultoria Finanças Sustentáveis, Victorio Mattarozzi enfocam o diálogo como instrumento para a construção de um novo modelo de negócios baseado na ética e na transparência.

Informativo Fato Industrial - Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais - FIEMG

voltar

finanças sustentáveis . todos os direitos reservados